Follow @zemariavilela
Domingo, 15 de Abril de 2018

...

Não sei como hei-de começar este texto - até porque ainda não findaram as recontagens: Mesa ganha por três votos, Direcção por dois. Ainda se diz que o voto não faz diferença. Lista P ficou com Mesa e Fiscal, Lista U com a Direcção, resultados passíveis de alteração.

A Lista P - Próximo Passo chegou à campanha com um projecto consolidado, perfeitamente exequível, projecto esse feito por colegas com enorme experiência associativa. Colegas que me marcaram positivamente, devo dizer, apesar da curta relação.

Maria Inês Beltrão. Que mulher poderosa - dirigente associativa cessante, candidatava-se novamente ao cargo de Secretária da Direcção. Mesmo com um pequeno termo de comparação, nunca hei-de ver uma colega que transborde tanta classe e determinação junta. Não sei o que escreva mais. Só teria gosto em privar mais com ela. Na contagem para a mesa (ou para o fiscal, não me recordo - a cerveja não permite muita memória), quando a lista P estava à frente com alguma segurança, Maria Inês Beltrão dá-me um abraço forte, dizendo-me qualquer coisa como "o teu trabalho será recompensado". É claro que é impossível não ficar algo comovido com estas palavras, vindas de quem vêm.

A verdade é que me esforcei por este projecto. Não sendo candidato, e nunca acedendo ao possível poleiro, recusei ser mais um nome. Numa primeira fase, recusei convites para colaborador, justificando com o facto da minha experiência associativa ser nula. Depois cheguei à conclusão que seria a melhor opção para conhecer a AAFDL, para conhecer o institucionalismo, para conhecer todas as manhas. Esse passo foi dado; e nessa medida, foi uma óptima experiência. 

Rafael Silva Teopisto. Numa primeira fase, ainda sem conhecer programas, sem o conhecer pessoalmente, duvidei do seu projecto. Nunca estive tão errado na vida. O Rafael supre a pouca facilidade que tem em fazer propaganda com a pura competência associativa que dispõe e com o amor à história e à essência da AAFDL. Também, e com pena minha, não privámos. Mas, directa e indirectamente, ensinou-me.

Maria Francisca Gama. A minha Vogal, detentora de um excelente projecto para o Pedagógico, num ano tão atribulado neste assunto em especial. O projecto assentava na estabilidade, coisa que não existia (nem existe) na nossa faculdade. Impossível esta mulher querer poleiro: não quer seguir Direito, quer continuar a escrever livros. Neste prisma, era compreensível que se estivesse borrifando. Compreensível até que nem votasse. Mas o movimento associativo chamou-a, e deu tudo o que tinha e o que não tinha por ele. Fez um projecto incrível, o melhor de todos, sem dúvida, pela sua exequibilidade. A Lista P não era utópica. A Lista P não era demagoga. 

Tiago Fontez. A maior alegria da noite. O melhor colega para a Mesa. E digo isto com imparcialidade. Nunca vi nem nunca verei alguém com tanto respeito pela RGA, com tanto amor pela história da AAFDL. O seu projecto visa uma maior afluência às RGA, que é tão precisa: onde é que já se viu uma RGA com poderes de revisão estatutária ser adiada por falta de quórum? Há que apelar ao maior interesse associativo - e o Tiago Fontez é decerto a melhor pessoa para o fazer. O nosso camarada Ribeiro Santos ratifica.

Foi uma noite com as emoções à flor da pele. Impossível não ter deitado uma lágrima. Porque no fundo, toda a gente quer fazer parte da História. 

Congratulo obviamente a Lista R e a Lista U, o Ricardo Marcos e o Francisco Sant'Ana. Foi uma campanha bonita, aos meus olhos.

Espero que o Francisco Sant'Ana tenha a noção do peso que carrega, histórico e não só. Que seja a melhor voz para representar os estudantes.

Um abraço forte aos camaradas que referi supra. Apesar da minha fraca sociabilidade, sou um exímio observador. E sem dúvida que foram autênticos mentores nesta minha primeira experiência associativa. Com pena minha, e acusando novamente o facto de não ser um gajo sociável, não privei muito com eles. Mas a luta não acaba por aqui. Está longe de acabar. Abraço também ao João Tavares e à sua Mesa cessante. As suas RGA vão ser muito lembradas pela minha parte. É preciso uma faculdade com mais RGA que festas. 

 

Viva a Faculdade de Direito de Lisboa!

 

 


publicado por deolhospostos às 15:41
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 7 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. João Tavares, "o último t...

. ...

. a FDL para os estudantes ...

. ...

. ...

. ...

. nos primavera sound, 10 d...

. ...

. ...

. ...

.arquivos

. Abril 2018

. Março 2018

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Março 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Outubro 2016

. Março 2014

.tags

. todas as tags

.favoritos

. Cínico vs Hipócrita

. Eu vejo a Casa dos Segred...

. O racista cego

SAPO Blogs

.subscrever feeds